22 janeiro 2010

Depois de amanhã

Engenho Central - Piracicaba - SP


Somos um galpão que se esvazia todos os dias. Na vastidão do chão imenso, é comum sentirmo-nos pequenos, porque ele reflete o que inexiste: o que gostaríamos de ter sido, o que deveria ter sido dito, as histórias que não vivemos, as pessoas que não conhecemos, os lugares que não visitamos, os gostos que deixamos de experimentar, as páginas que preferimos não ler.

Somos um galpão que se enche todos os dias. Na agonia da falta de espaço, é comum sentirmo-nos pequenos, porque ela reflete a bagunça que somos: as ideias inacabadas, os dias intermináveis, as indecisões que se arrastam fazendo um barulho incômodo, distorções, indisciplina como fronha do travesseiro, imaturidade misturada a uma sopa insossa.

Pequenos nós somos, por mais adultos que achemos ser. Porque enchemo-nos e esvaziamo-nos dia sim outro também, encontrando espaço para conservar o que acabamos de descobrir, ao mesmo tempo que despejamos em caixas robustas o que poderíamos ter aprendido.

Apesar de menores, entretanto, podemos ser grandes nas intenções, no porvir, no calendário que ainda não estreamos. Porque é disso que somos feitos: de um eterno preparo para o breu à nossa frente, que, sabemos, um dia vai se descortinar...

4 comentários:

marília disse...

Kandy, sou amiga da Câmis ( que trabalhou na Saraiva com você) e sou apaixonada pelo seu blog. É uma delícia quando há um novo post.Gostaria de saber se posso indicar o seu blog no meu. Beijos e obrigada por tanta delicadeza com as palavras.

Fabio Gatts disse...

Mesmo sem conhecer pessoalmente (recebi um texto seu sem saber de quem era, coloquei no orkut e vc que me achou), me sinto como todos os outros leitores, sentindo muita falta dos textos e adorando quando encontro um novo. Às vezes, tenho até saudades de quando conheci o blog, por ter todos os textos antigos para ler de uma vez só.

Parabéns e, por favor, por nós que procuramos sempre um texto novo, não se esqueça daqui. :)

Beijos

Ariane disse...

Gostaria de saber se posso reproduzir trechos do seu blog no meu orkut. Sou apaixonada por todos os textos que escreve, gostaria de um dia conseguir por em palavras idéias com a metade da habilidade que vc tem, meus parabéns!é incrivel a forma como me identifico com tudo o que vc escreve aqui, espero sempre ansiosamente pelos proximos textos. Muito obrigada!

Beijos

Kandy disse...

Marília, claro que pode indicar meu blog no seu, será um prazer! Ariane, citando os links dos posts que você quer reproduzir, fique à vontade para usar o(s) trecho(s) que quiser! Obrigada às duas pela visita!