10 setembro 2011

Varal

Pertences num varal do Porto - Portugal


Tenho uma calça com a barra esfiapada, um abajur que acende sozinho quando a luz pisca, um punhado de inseguranças e um casaco maior que eu.

Tenho rinite, desassossego, cócegas, miopia, astigmatismo, soluços frequentes, dúvidas, uma escova de dentes nova e cólica menstrual.

Tenho horror a Carnaval, pagode, clichês, vírgula separando sujeito de verbo, política brasileira, guarda-chuva molhado e gente intrometida, mas simpatia por futebol, italianos, Paris, crianças, quindins e pela rainha da Inglaterra.

Tenho mais o que fazer.

Tenho manequim 40 num metro e sessenta e sete empilhados em cinquenta e quatro quilos, além de canelas finas, cotovelos ossudos, joelhos que estalam, olhos verdes e preferência por gérberas.

Tenho de acordar cedo, sobreviver ao trânsito, aguentar inconveniências e ignorar más companhias.

Tenho aversão a velocidade, cigarro, esportes radicais, ar condicionado, queijo, requeijão, ricota, leite puro, iogurte, qualhada e variações – que são muitas.

Tenho boa memória (já foi melhor), ótimas lembranças, coleção de dicionários, CDs que não ouço mais, filmes que ainda não vi, obsessão por livros, tagarelice e palavras correndo soltas, dia e noite, num pensamento incessante.

Tenho uma cama de solteiro, um diploma universitário, amigos e sempre uma caneta para emprestar.

Tenho vontade de ser fluente em francês, de saber fazer pão, de ter outros cães e de sentir cheiro de panetone no forno em algumas noites que encerram dias exaustos.

Tenho por bem não fazer aos outros o que eu não gostaria que fizessem comigo.

Tenho fundo de garantia que não me garante nada, um futuro incerto, frio na barriga, passaporte, juízo demais e frustrações aqui e ali que pontilham meu cotidiano.

Tenho nariz grande, opinião, sobrinhos, afilhados, cuidado e medo de levar tiro.

E tenho amor. Além de ideias na janela.

2 comentários:

Patrícia Köhler disse...

Continua escrevendo lindamente (e eu perdi dezenas de textos... mas vou lendo com calma, que é a calma que suas palavras passam e pedem...).
Um beijo.

Fernanda Suaiden disse...

E eu tenho saudades de você. Amo seus textos, amo vc. beijo